terça-feira, 9 de março de 2010

A divertida tarefa de dar nome aos cães

O Ogro por pouco não se chamou Botox (Foto: Rafaela Grazziotin)

Uma das partes mais divertidas de ter um cachorro é escolher seu nome. Enquanto eu esperava o Ogro ficar pronto para vir para casa, eu passei dias navegando em diversos sites com nomes de cães, fiz listas para poder escolher
os que eu mais gostava até chegar entre duas opções: Ogro ou Botox
. Uma coisa sempre ficou clara na hora da escolha: eu queria um nome divertido (até um pouco bizarro!). Botox era para ser uma referência às rugas, e Ogro era porque eu dizia que ele chegava a ser lindo de tão feio!

Bom, mas lendo esta semana o artigo Como cuidar de um cão, do Dr. William Fortney, me deparei com um trecho que fala justamente sobre a escolha do nome do cachorro. Achei super interessante e reproduzo abaixo alguns trechos.

O que há em um nome?

Uma das maneiras mais importantes de se comunicar com seu cão é através do nome dele. Quando ele escuta o nome, pode pular para chamar a atenção e ficar pronto para ter bons momentos, mesmo que seja apenas a hora da refeição. A escolha do nome correto é uma parte especial de ser dono de um cão. Então, pense cuidadosamente em suas escolhas. Aqui estão algumas coisas a se considerar, para que você fique no caminho certo.



As aparências - Manchinha, Foguinho, Pinguinho ou Preto são todos nomes testados e aprovados. A vantagem é que
são descritivos, tornando fácil identificar seu cão se ele se perder. A desvantagem é que há vários cachorros
com esses nomes.









A herança - investigar a história da raça é uma boa maneira de achar um nome perfeito. Raças escocesas, como west highland white terrier, terrier escocês ou cairn terrier, podem receber o nome de Murray ou Stuart. Safári é apropriado para um basenji, raça de cães que não latem, originária da África. Tundra é um nome muito usado para raças do Norte, como malamutes do Alasca e samoiedas.







A raça - os beagles, os bloodhounds e os basset hounds seguirão seus faros até o fim do mundo. Sniffer (farejador) é um bom nome para esses cães, bem como Sherlock ou Cigano. Vários terriers recebem o nome de Digger (escavador) e é fácil saber a razão. Esses cães foram criados para caçar animais que vivem em tocas embaixo da terra. Por causa disso, hoje são propensos a escavar os jardins.





As características especiais - os border collies são considerados a raça mais inteligente. Então, que tal dar a seu cão um nome que faça jus à inteligência dele, como Einstein ou Newton, por exemplo?







O nome de registro - os criadores muitas vezes dão para a ninhada um tema ou nomes começando com uma mesma letra. Os nomes de registro podem incluir o nome do canil ou do pai e da mãe. Apesar de esses nomes aparecerem nos documentos de registro, obviamente não são uma boa escolha para usar no cotidiano. O criador ou proprietário dá um apelido ou nome de chamado.





Seus passatempos e interesses - se você é fã de esportes, há muitos nomes excelentes, não importa se seu jogo é futebol, basquete, tênis ou atletismo. Muito cachorro por aí homenageia Pelé. Dar um nome a um boxer é muito fácil. Que tal Frazier, Ali ou Sugar Ray? Para um buldogue? Churchill.








Seus livros, filmes e programas de TV favoritos - várias cadelas têm o nome de Lassie, em homenagem à collie famosa nos livros, nos filmes e na TV. Laika, a cadela cosmonauta, também inspirou muita gente. No entanto, você não tem que dar a seu animal de estimação o nome de outro cão de um filme ou programa de TV. Pegue o nome de um de seus personagens favoritos e coloque em seu cão.










Dicas úteis - evite nomes que rimam com a palavra não, como Fofão ou Amigão. Você não vai querer confundir seu filhote quando estiver fazendo o adestramento. Evite nomes longos e difíceis. Por fim, esteja certo de que o nome de seu cão não causará constrangimento quando precisar ser chamado na frente dos vizinhos.

E você, o que levou em consideração para escolher o nome do seu mascote??




3 comentários:

Luciana disse...

Bah, passei dias pensando no nome que daria para a minha filhote, mas, antes que eu decidisse, soube que o canil a havia registrado como Polly! Acabei gostando e deixando assim mesmo... afinal, Polly é nome de boneca agora (toda criança-menina lembra disto quando nos encontra)... e a minha fofa é mesmo uma boneca, combina muito com o seu nome, HEHEHE. Bjs, Lú.

Janaína disse...

Ah, o Will foi tb um "parto" pra escolher o nome. A única certeza era que devia ser um nome fácil pra chamar e ele reconhecer de pronto.

Mas eu não queria Will, ficou mais pelo pai... e até hoje tem gente que não entende o nome dele, hehehe. (UIU? UIL? hehehe)

Hoje acho perfeito, e combinou com o sobrenome (Will da Bela Fauna, kkkkkk).

Bjs.

Daniele disse...

Bom.. eu tive dois problemas com os nomes das minhas 'filhotas". Primeiro ganhei a Maya de dia dos namorados em 2008, e pensamos muito em um nome. A gente curte muito os seriados da universal e achei o nome Maya, de uma personagem muito legal.. quase ninguém conhecia o nome, era diferente, show! Mas tcharã... no mesmo ano não me sai uma novela com uma indiana com o nome Maya..ai que raiva !!
Depois..no mesmo ano peguei a Carmela, irmã da Maya, para dar de presente de Natal pro namor (na época ainda era namor), mas ela já tinha nome, já atendia por Carmela, então resolvemos deixar, apesar de não termos escolhido, gostamos do nome. O problema foi quando nos mudamos para um condomínio fechado e "ai meu Deus"... a Minha Carmela latiu na rua e eu gritei o nome dela..."Carmela" até descobrir que minha visinha tem este nome :-P
Paciência né... (risos).