quarta-feira, 7 de abril de 2010

Seja o líder da matilha


Sabem que minha leitura preferida para as horas de folga é qualquer coisa sobre cães. Tenho me focado bastante em psicologia canina. É fascinante entender melhor o comportamento dos nossos amigões.

Uma das coisas mais marcantes que aprendi e que quero compartilhar com vocês é a importância de sermos vistos pelos nossos cães como os líderes da matilha. Poucos são os cães que nascem com o instinto de liderança, mas quando não encontram alguém que a exerça dentro da matilha (e a matilha para cães domesticados somos nós), eles se sentem "obrigados" a assumir o posto. E isso pode ser ruim para eles, que nunca ficam relaxados, e para nós, que teremos que lidar com algumas atitudes de cães fora do seu equilíbrio.


Mas que atitudes são estas? Puxar no passeio, pular em você quando chega em casa, roer móveis e sapatos… tá reconhecendo??


Pois é, mas por onde começar? Simples: pela caminhada!


A caminhada é o momento de maior conexão entre você e o seu cachorro. Na natureza, as matilhas costumam migrar, levadas pelo líder. Então, é muito importante que você assuma uma postura de liderança durante a caminhada para que seu cachorro entenda quem é que manda! O recomendado é, no mínimo, duas caminhadas por dia de meia hora cada.


E agora, uma dica importante: só saia para passear quando seu cachorro estiver calmo. Se ele se agita quando coloca a coleira, espere até ele se acalmar. E durante o passeio, ajuste a coleira na parte alta do pescoço (fotos acima), onde ele não terá força para puxar. Assim você conseguirá caminhar sempre à frente ou ao lado dele, como um bom líder!


Acreditem, meu relacionamento com o Ogro já era bom, e melhorou muuuuito depois que eu passei a adotar esta tática da coleira alta.


Ah, se alguém tiver uma dica de leitura, manda!!



Um comentário:

Janaína disse...

Ah, pelas linhas de psicologia canina q vc citou, vc já deve ter lido´o único livro que li, O encantador de cães, do Cesar Milan.

Eu continuo na dura batalha com o Will... problema é que quando ele tá se acostumando com a idéia de andar de enforcardor soltinho a gente não pode mais caminhar com ele e ele "desaprende". Mas qdo nos mudarmos isso há de melhorar.

Bjocas. (adorei a cara do Ogro.)