quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Os passeadores de Buenos Aires


Sei não... sei não... fiquei com a pulga atrás da orelha... Sempre ouvi falar nos passeadores de cães de Buenos Aires, mas acabei ficando um pouco decepcionada com eles (pelo menos com os que encontrei).

Estive por lá no feriado de Finados e não vi muitos passeadores pelas ruas, já que fiz o roteiro básico de turista, e imagino que eles prefiram as zonas mais tranqüilas para passear. Mas na Praça San Martin e nos parques de Palermo, encontramos algumas matilhas.

Na Praça San Martin tem até uma área cercada só para deixar os cães soltos. Achei isso ótimo, gostaria muito que tivesse algo do gênero aqui. Maaaass... a área cercada estava um lixo só! Não vi ninguém recolhendo os cocôs dos dogs. Então imagina o risco que a área se torna para a saúde. Além disso, ao invés de estarem aproveitando o espaço destinado especialmente para eles, alguns cachorros estavam amarrados nas cercas.


Aviso na entrada da área cercada na Praça San Martin

Cachorrada na Praça San Martin

Já nos parques de Palermo não tem uma área específica para os cães, mas encontramos essa galera por lá. Mais uma vez todos amarrados em árvores. E aí, será que era intervalo do passeio? Sei lá, fiquei meio desconfiada. Podia ter puxado um papo com os passeadores que cuidavam das matilhas para entender o que eles estavam fazendo lá, mas não quis arriscar no portunhol.



Nos parques de Palermo


Um comentário:

Daniele disse...

Oi Rafa,
Vi a postagem e tenho bastante a contribuir. Minha lua de mel foi em Buenos Aires, passei um tempo por lá e vi muitos passeadores, pois além do passeio básico (ônibus de turismo), eu e o Gabi saimos a pé para caminhadas a fim de conhecer os lugares menos turísticos. Bom, vimos vários passeadores numa praça (pequena, mas limpinha) em frente ao cemitério onde está a Evita Peron. Vimos tbm alguns no parque ao lado do jardim japonês. Achei bem legal eles todos caminhando juntos (até fiquei curiosa para saber como os passeadores conseguem com que os cães caminhem todos juntos sem se enrolarem nas coleiras). Em todas as matilhas que vimos, não tinha nenhuma amarrada, então na tua foto, espero que realmente estivesse na hora do descanso :-).
Achamos até um Golden lá, ficamos mais de hora brincando com ele...
Beijos, Dani